Pandemia afetou o sono de metade dos brasileiros

Escrito por em 28/01/2022

Durante a pandemia de Covid-19 muitos brasileiros se encontraram com níveis de estresse e ansiedade acima daqueles considerados normais. Muitos desenvolveram transtornos de ansiedade, depressão e outros problemas por conta do isolamento e das tragédias constantes. Um fato foi que a pandemia afetou o sono de metade dos brasileiros.

O Brasil é o país que contém o maior número de pessoas com ansiedade ao redor do mundo, portanto, a insônia é algo extremamente comum entre a população brasileira. Mas até mesmo aqueles que nunca tiveram problemas de ansiedade começaram a sofrer com o fenômeno chamado de Corona-insônia por especialistas.

A pandemia afetou o sono de metade dos brasileiros e fez com que diversos brasileiros começassem a ter problemas com insônia todas as noites. Afinal, quais os malefícios causados pelo fato que a pandemia afetou o sono de metade dos brasileiros? Muitos foram afetados por ela, mas não sabem sobre o assunto e, portanto, ainda não buscaram ajuda para dormir melhor.

Pandemia afetou o sono de metade dos brasileiros: veja as causas

A pandemia de Covid-19 se iniciou em 2020 e, desde então, diariamente uma média de mortes e de infectados foi publicada. Essa média é uma das razões de como a pandemia afetou o sono de metade dos brasileiros, afinal, ela pode ser considerada uma tragédia diária que todos tiveram que suportar.

Apesar da pandemia estar sendo controlada com maior facilidade em 2021 por conta das campanhas de vacinação, as consequências continuam vindo à tona todos os dias na vida de muitos brasileiros. Além do estresse constante de lidar com diversas perdas ao redor do país, seja de entes queridos ou figuras famosas da televisão, arte e cinema, muitos foram afetados pelo isolamento.

O isolamento causou a perda de diversos empregos e fontes de renda para muitos brasileiros. O estresse do desemprego e incerteza começou a ser uma das principais maneiras de como a pandemia afetou o sono de metade dos brasileiros. O estresse causou uma onda de insônia, ou Corona-insônia em diversos brasileiros.

Pesadelos e falta de sono: as consequências da pandemia

A falta de sono na pandemia foi causada por ansiedade, estresse e depressão por conta de perdas, seja de empregos ou pessoas, e do isolamento por um grande período. O ser humano, sendo um ser social, foi grandemente afetado pela falta de interação social física em seu dia-a-dia, tendo em vista que a única interação social seria feita por meios digitais.

Muitos começaram a ter pesadelos e sonhos negativos, seja sobre situações passadas na TV, no dia-a-dia ou sobre notícias lidas na Internet sobre a pandemia. Muitos buscaram os significados para esses pesadelos que deixavam eles sem sono, como qual significado de sonhar com cobra e qual significado de sonhar com demissão.

Sonhos e pesadelos são, cientificamente falando, resultados de situações causadas ao longo de um dia, mês, semana ou ao longo de algumas horas. Enquanto alguns podem não ter nenhuma correlação com situações reais, é verdade que pandemia afetou o sono de metade dos brasileiros e, com isso, trouxe diversos sonhos e pesadelos negativos sobre as tragédias que vinham ocorrendo todos os dias.

Como melhorar a insônia

A insônia e pesadelos constantes podem ser melhorados com remédios prescritos por médicos especialistas da área. Um indivíduo não deve se dosar sem antes consultar um doutor e fazer uma análise de sua situação.

Outra maneira de evitar a insônia ou pesadelos é evitar o uso de eletrônicos, como celular ou computador, até 30 minutos antes de ir para cama. Assim, a mente de uma pessoa pode estar mais calma do que agitada e pode ter menos problemas para dormir.

Também é recomendado que uma pessoa afetada pela insônia se atente para quantidade de atividade física. Caminhadas, ciclismo e qualquer outra atividade física, mesmo que pouca, pode ajudar a melhorar o sono de uma pessoa afetada. Os níveis de atividade física fazem com que uma pessoa se sinta mais feliz e calma, ou seja, ajudando a diminuir os níveis de estresse e ansiedade diários.

Conclusão

Enquanto a insônia e os pesadelos constantes têm sido um dos principais fatores de como a pandemia afetou o sono de metade dos brasileiros, ainda há a possibilidade de melhorar a qualidade do sono após um evento trágico em grande escala como a pandemia do Covid-19.

Outras maneiras de melhorar isso é buscar ajuda não apenas profissional, mas social, de amigos e família. Com a pandemia relaxando por conta das vacinas, é possível maior contato com entes queridos no dia-a-dia, porém sempre lembrando-se sobre as normas e cuidados que devem ser seguidos mesmo com a vacinação.

Mesmo que a pandemia afetou o sono de metade dos brasileiros, iremos ver uma melhora gradual na qualidade de vida e sono de muitas pessoas afetadas ao longo dos próximos anos e esse número vai eventualmente decair com a ajuda de tratamentos especializados.


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]